quarta-feira, 3 de outubro de 2018

Ajayô Samba do Monte - primavera de 2018

Samba do Monte celebra a primavera com maracatus e batuques no Capão Redondo

A festa Ajayô Samba do Monte chega na 7a edição com convidados  mais que especiais. A roda de samba que completa 10 anos em 2018 traz para a zona sul muita música e boas energias no dia 20 de outubro, sábado, a partir das 14h. 

Tradição e ancestralidade nas palavras de mestre Aderbal Ashogun, que vai falar sobre as autênticas expressões do sagrado nas religiões afro-brasileiras. Um convite para conhecer e saudar os orixás Ibeji e Ewá.

Conosco estarão o grupo de Maracatu Nação Cambinda, de Embu das Artes, Roberta Oliveira e o Bando de Lá e também como convidado especial o Pagode da 27, tradicional e famoso grupo da região do Grajaú.

A Velha Guarda do Samba paulista tem lugar de destaque na festa de primavera. Dessa vez quem chega para ser homenageado é Zé Maria, sambista e integrante da Escola de Samba Unidos do Peruche.

Artistas e orixás

Como mestres de cerimônia a dupla Sharylaine Bakhita e James Lino, ambos também cantores e compositores que prestigiam e difundem expressões culturais e artísticas do povo brasileiro.

O professor Jair Guilherme carrega nas tintas para retratar as orixás saudados em pinturas especiais. Rodrigo Bueno faz a ambientação inspirado também nas divindades saudadas no dia do evento.

Ibeji, sagrada entidade das religiões afro-brasileiras (umbanda e candomblé) que representa as crianças, é regida pela infância das brincadeiras, da alegria e de tudo que se inicia e nasce. Ewá, pouco reverenciada no Brasil mas não menos importante, domina a vidência, atributo que o deus dos oráculos, Orunmilá lhe concedeu. Está ligada a virgindade e a pureza.

LINK do evento no Facebook
https://www.facebook.com/events/238711216826717/

*SERVIÇO*

Abertura com Maracatu Nação Cambinda do Teatro Popular Solano Trindade.
Saudações aos orixás Ibeji e Ewá.
Diálogo com mestre Aderbal Ashogun.
Residência: O Bando de Lá convida Raquel Tobias.
Presença e homenagem de Seu Zé Maria da Velha Guarda da Escola de Samba Unidos do Peruche.
Mestres de cerimônia Sharilayne Bakhita e James Lino.
Arte e ambientação Rodrigo Bueno do Mata Adentro e o professor Jair Guilherme do Balaio Ateliê.
Transmissão do áudio ao vivo pela Rádio Mixtura.

Ajayô, licença para voltar! Sim, voltar!
Todos são bem-vind@s! Tragam crianças! Classificação Livre

*COMO CHEGAR*
CDHEP - Centro de Direitos Humanos e Educação Popular do Campo Limpo

Metrô Capão Redondo (Linha 5 do metrô) - (500m).
Próximo ao Terminal Capelinha (1km).
Localização
https://bit.ly/2P7g3KF

Rua Doutor Luis da Fonseca Galvão, 180 - Capão Redondo - São Paulo - SP.
CEP: 05855-300 - Telefone: (11) 5511-9762
E-mail: cdhep@cdhep.org.br

Patrocínio: Diversidade Cultural e Secretaria Municipal de Cultura de São Paulo.

Apoio: Samba em Rede, Rede São Luís, Espaço Comunidade, Fábrica de Cultura Jd São Luis, Fábrica de Cultura do Capão Redondo, Movimento Cultural das Periferias, Coleta Filmes, Casa de Cultura e Educação São Luiz, Centro Cultural Monte Azul e CDHEP - Centro de Direitos Humanos e Educação Popular do Campo Limpo.


Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...